Eliana Borges

Eliana Borges

Artista, graduada em Artes Plásticas pela Faculdade de Belas Artes de São Paulo, 1986 e pós-graduada em História da Arte pela Fundação Armando Álvares Penteado, em 1988 (SP) e em Administração Escolar (FAE-PR), 2004. É autora dos livros de fotografia Arteiros (Curitiba, FCC, 1998), de poesia e artes plásticas Tortografia, em parceria com Ricardo Corona (1.ª edição: Curitiba, Editora Medusa e 2.ª edição: SP, Editora Iluminuras, 2003), de história da arte, A arte em seu estado – história da arte paranaense – vol. I e II, em parceria com Soleni T. B. Fressato, (1ª edição: Curitiba, PR Editora Medusa – 2008). Editora das revistas de poesia e arte Medusa (1998-2000) , Oroboro (2004-2006), Bólide, (2012-2014) Abrigo Portátil (2016) e Canguru (2017…).

Integrou os projetos de curadoria: Monstra - nanofestival - poesia em performance - (Casa Hoffmann - 2014), Independência: quem troca? - prêmio Programa Rede Funarte 10ª edição - 2014, Tupi or not Tupi - curadoria adjunta de performance (MON - 2014), I Ornitorrinco Modos Transitivos de Criação (TeatroNovelas Curitibanas e Cinemateca de Curitiba, 2013), Performeios (espaço Tardanza, 2012) Apegos - Valêncio Xavier e Wilson Bueno (MGCC, 2010); e Nomos performance (Caixa Cultural, 2009), entre outros. Coordenou em parceria com Joana Corona o Espaço Tardanza (2011-2014).