Isabel Jasinski

Isabel Jasinski

Isabel Jasinski é doutora em Literatura (Universidade Federal de Santa Catarina, 2007) e professora de Literaturas Hispânicas na graduação em Letras e na pós-graduação em Estudos Literários da Universidade Federal do Paraná. Investiga as relações entre literatura e mobilidade, além de literatura e artes, no campo dos estudos literários da contemporaneidade. Publicou artigos em revistas especializadas e capítulos de livros, entre eles “Descaminos en Brasil: Francisco Ayala y Otto Maria Carpeaux”, no livro Francisco Ayala y América, em Sevilla, e “Francisco Ayala, autor de ‘La invención del Quijote’”, em Crítica e ficção, ainda, em Florianópolis, ambos em 2006, também “A escrita nômade: uma expressão da contemporaneidade”, em (Im)possíveis (trans)posições, Sintra, 2014. Seu primeiro livro, A condição de estrangeiro: literatura e exílio em Francisco Ayala, foi lançado pela Editora da UFPR em 2012. Em 2015, organizou Literaturas em trânsito, teorias peregrinas, em que participaram pesquisadores de várias universidades brasileiras, onde consta um capítulo de sua autoria, "Preâmbulo à escrita nômade em Mario Bellatin". Nesse mesmo ano, publicou os artigos "Estado gel do corpo ficcional em 'Rosa canina' e 'Flores'", no Boletim de Pesquisa NELIC da Universidade Federal de Santa Catarina, e "La ficción como cuerpo en Disecado de Mario Bellatin", em Orillas - Rivista d’Ispanistica, da Universidade de Pádua, como resultado de seus estudos de pós-doutorado sobre a obra do escritor mexicano e seu projeto estético, observados em suas ações literárias como uma "escrita nômade". Desde 2015 desenvolve o projeto de pesquisa "Américas transitivas e as redes do literário", pesquisa que desdobrou no festival literário Zoona II - Américas transitivas em 2017, do qual é uma das idealizadoras.